Desde o primeiro momento do rompimento da barragem de rejeitos da mineradora Vale, em Brumadinho, a OAB está presente junto à comunidade e aos órgãos de justiça e do Estado para o enfretamento da crise provocada pela tragédia humana e ambiental ocorrida na sexta-feira (25/1).

No mesmo dia, o Conselho Federal e a Seccional Mineira publicaram nota de solidariedade às vítimas do desastre e foi representada no posto de comando das operações de resgate pelo presidente da subseção, Ronan Gomes Nogueira.

No dia seguinte, o presidente da OAB Minas, Raimundo Cândido Júnior, e a presidente da Comissão de Meio Ambiente da OAB Federal, Marina Gadelha, foram à Brumadinho para dar o apoio ao trabalho realizado pela OAB junto à rede de atendimento aos atingidos pela catástrofe.

Para otimizar as ações, a Ordem mineira constituiu a Comissão Especial do Conselho Seccional de Apoio aos Desdobramentos do Rompimento da Barragem do Córrego do Feijão para prestar esclarecimento público sobre a atuação da advocacia, coibir o aliciamento das vítimas da tragédia e orientar os atingidos sobre os cuidados na contratação de advogado.

A OAB tem atuado em várias frentes desde o atendimento direto aos envolvidos na Estação do Conhecimento; na Câmara Municipal de Brumadinho e na subseção da OAB, no Fórum da cidade; até na realização de trabalho itinerante, auxiliando na orientação sobre os direitos individuais, em assembleias promovidas em comunidades atingidas pela lama.

Institucionalmente, mantém o diálogo com todos os órgãos do executivo e do sistema de justiça nas instâncias municipal, estadual e federal. A OAB está alerta e atenta aos desdobramentos dessa tragédia e trabalhará incessantemente para que a lei seja cumprida e permanecerá de plantão à disposição da sociedade para que os direitos dos cidadãos sejam respeitados.

 

Fonte: http://www.oabmg.org.br/Noticias/Index/9130/Atuacao_da_OAB_na_tragedia_da_Vale_em_Brumadinho

Fechar Menu